sábado, 12 de dezembro de 2015

“La Jeunesse de Blueberry” nº 3 “Cavalier bleu”

Capa, reedição de 2002.


Prancha 1. 


Prancha 2. 


Prancha 3. 


Prancha 4. 


Prancha 5. 


Contracapa, reedição de 2002.


Ficha técnica

“Cavalier bleu”
“Cavaleiro Azul”
Roteiro: Jean-Michel Charlier
Desenhos e capa: Jean Giraud
Cores: Quadricromia (EO e 7 reedições); Jean Giraud (reedição de 2003)
Volume: 3
Ano de publicação: Dargaud: 1979; Lombard: 1979. Reedições Dargaud (8): 1981, 1984, 1985, 1992, 1995, 2002, 2003 e 2010
Número de pranchas: 46
Gênero: Western
Preço: 11.99 €
Formato: 22,5x29,5 cm
Público: Todos os públicos – Família
Dargaud Éditeur, Paris, França

Fonte: Dargaud Éditeur e Bedetheque.

N. C.: 1) Pré-publicado em “Super Pocket Pilote” nº 8, nº 9 e nº 1. 2) Álbum com três histórias breves: “Chasse à l’homme”, “Double jeu” e “Tonnerre sur la sierra”. 3) Existe uma reedição de 1996 com capa e contracapa idênticas à reedição de 2002.


Paralelamente ao ciclo clássico da saga de Blueberry, Jean Giraud desenha, entre 1968 e 1970, a juventude do futuro tenente. Essa “série” retoma seu curso em 1985 sob o lápis de Colin Wilson, muito respeitoso do estilo imposto por Jean Giraud.

Quando Jean-Michel Charlier e Jean Giraud se lançaram em “La Jeunesse de Blueberry”, eles não poderiam imaginar a qual ponto essa outra faceta da vida de Blueberry iria apaixonar os leitores. Hoje, é Michel Blanc-Dumont que assume o grafismo – com maestria – ao lado do roteirista François Corteggiani.

Fonte: Dargaud Éditeur.


La Jeunesse de Blueberry

Histórias curtas realizadas para “Super Pocket Pilote” entre 1968 e 1970. Desenho adaptado ao pequeno formato dos “Super Pocket Pilote”, portanto menos esquadrinhado que em “Pilote” e suportando mal a prova da publicação em álbum, histórias hábeis, mas rápidas. Esses intervalos têm, sobretudo, por função de dotar retroativamente nosso herói de um passado verossímil.

Fonte: Michel Angot em De Blueberry, du western et de quelques mythes..., artigo publicado na revista “Le Collectionneur de Bandes Dessinées” Nº 51, setembro de 1986, Association de la reveu Le Collectionneur de Bandes Dessinées, Paris, França.



A capa, Dargaud Éditeur, 1979. As logomarcas dos
títulos da série e da história foram publicados nas capas de seis
álbuns – 1979 (Dargaud), 1979 (Lombard), 1981, 1984, 1985 e 1992.  



Prancha 17, Dargaud Éditeur, 1979.



A contracapa, Dargaud Éditeur, 1979. Ilustração publicada
também nas contracapas das reedições de 1981, 1984, 1985 e 1992.



Capa da reedição de 1995. A partir desse álbum, as
logomarcas dos títulos da série e da história do volume 3,
publicadas na capa, mudam e perduram até a última reedição, de 2010.  




Contracapa da reedição de 1995. Detalhe da ilustração da capa.



Contracapa das reedições de 2003 e 2010. O jovem Blueberry.


Fim das aventuras assinadas Charlier e Gir em “La Jeunesse de Blueberry”. No álbum seguinte, concebido como uma entidade e não mais como uma soma de histórias que se seguiam, é Colin Wilson quem estará ao pincel.

As duas primeiras histórias de “Cavalier Bleu” se desenrolam durante a Guerra de Secessão e explicam como e, sobretudo, porque o general Dodge, um Nortista, no entanto, quebra o nariz de Blueberry.

A última história não tem nada a ver com “La Jeunesse de Blueberry”, porque ela se passa após a transferência de Blueberry para Forte Navajo. Aliás, ela não tem grande interesse.

Voltaire

Fonte: Bedetheque.


A série “Blueberry” foi criada por Jean-Michel Charlier e Jean Giraud.
  
Fontes das imagens: Dargaud Éditeur: capa da reedição de 2002, pranchas 1, 2, 3, 4 e 5. Bedetheque: contracapa da reedição de 2002; capa, prancha 17 e contracapa da 1ª edição, Dargaud, 1979; capa e contracapa da reedição de 1995; contracapa das reedições de 2003 e 2010.

La Jeunesse de Blueberry nº 2 Un Yankee nommé Blueberry © Jean-Michel Charlier, Jean Giraud, Dargaud Éditeur


Afrânio Braga


Nenhum comentário:

Postar um comentário